Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Home / Coluna Zona Livre / COLUNA ZONA LIVRE
Por: Aluizio da Silva

COLUNA ZONA LIVRE

ACABOU

As eleições gerais de 2018 chegaram  ao fim no último domingo, 28. Eleito o novo presidente do Brasil – Jair Messias Bolsonaro – e o novo governador de Rondônia – Coronel Marcos Rocha – é hora de desmontar os palanques e começar a planejar para os próximos quatro anos. Como está a situação não pode continuar. E o povo escolheu esses nomes na expectativa de mudanças, correção de rumos na economia, e a implantação de medidas objetivando o progresso e o desenvolvimento de Rondônia e do Brasil.

SURPRESA

Para muitos, a eleição do Coronel Marcos Rocha para o Governo de Rondônia foi uma surpresa. Foi mais um efeito da onda Bolsonaro que invadiu o país. Descrente na classe política, nos políticos tradicionais, o eleitor optou por novos nomes e por quem não possuía tanta ligação com os já conhecidos políticos. E veio a mudança.

LIÇÃO

A eleição do último dia 28 – e mais ainda a dia 7 de outubro – deixa uma lição para os políticos. É preciso reciclar, criar, apresentar novas alternativas na ação política. Afinal, políticos com mandatos há vários anos e considerados imbatíveis, foram “dispensados” pelo eleitor. A propósito, vereadores de Guajará-Mirim devem por a “barba de molho”, pois em 2020 é muito provável que haja uma renovação acima de 50% na Câmara Municipal, caso siga essa tendência. É bom se ligar!

SOBE

O conceito do prefeito Cícero Noronha. Em uma “bodega”, pessoas comentavam sobre a política quando um cidadão já de idade, evangélico, sério e responsável, ressaltou a melhoria do prefeito no mandato. Disse ele:  “Noronha voltou a visitar as rádios e falar sobre seu trabalho. É que ele estava arrumando a casa. Agora a coisa vai e ele já recuperou as estradas vicinais, colocou a contas da Prefeitura em dia e tem buscado recursos para o município”.

DESCE

O setor de Saúde. Esse é o famoso calcanhar de Aquiles de qualquer administração. A falta de material, por vezes, no Hospital Regional e nos Postos de Saúde, irrita a população. Por outro lado, o tratamento dispensado a quem procura um atendimento também não é dos melhores. Ninguém quer uma saúde de 1º mundo, pois é muito difícil. Mas um tratamento mais humanizado já que são seres humano que, ao procurar atendimento médico, estão fragilizados naquele momento.

NOME EM ASCENSÃO

O do coordenador das Estradas Municipais, Orlando Penha Vargas. Aliado de primeira hora do prefeito Noronha, Orlando tem livre trânsito na esfera municipal, sempre atento e solícito, ouve sem discriminação pessoas que o procuram para resolver problemas e quase sempre encontra uma solução satisfatória. Também presta assistência – e muito eficiente – no setor de iluminação pública. É um nome em alta na administração municipal, inclusive tem sido lembrado para concorrer à Câmara ou a própria Prefeitura em 2020. Anotem esse nome!

CULTURA

Guajará se ressente da falta de eventos culturais de expressão. Sem festa do Boi, sem arraiál junino, o que se vê são eventos onde prevalece a bebida alcóolica. Nada de efetivamente cultural. E a classe política não se movimenta para incrementar esse tipo de movimento. Lamentável.

CULTURA I

Desde que a Biblioteca Pública Municipal Jarbas Passarinho veio abaixo que nunca mais ninguém se preocupou em recuperar essa obra. Desnecessário se faz citar a importância da obra para os nossos jovens estudantes. Que tal iniciarmos um movimento para recuperar esse patrimônio? Os deputados devem ajudar na ação!

DIVISÃO

Um jovem líder político da cidade apoiou uma candidatura ao Governo do Estado.  Um outro, lógico, apoiou a outra candidatura. Ganhou quem apoiou o Coronel Marcos Rocha. Seria mesmo por amor a Guajará esses apoios ou apenas visando interesses políticos e pessoais? Vai saber!

MUDANÇAS

Preparemo-nos para as mudanças que estão por vir. As maiores serão, naturalmente, na área estadual com a posse do novo governador. E começa de novo a briga pelos cargos estaduais existentes no município, como DETRAN, SEDAM, SEPOG e todos os outros. Que os novos ocupantes sejam pessoas capacitadas para o exercício do cargo. Vida que segue.

Aluizio da Silva é jornalista – DRT-RO nº 549

 

 

 

About Edmilson Braga – DRT 1164

Edmilson Braga Barroso, É militar do EB R/1, formado em Administração de Empresas pela Universidade Federal de Rondônia e Pós-graduado em Gestão Pública pela Universidade Aberta do Brasil.