Coluna Zona Livre, com Aluízio da Silva

A PÉROLA DO MAMORÉ
NOVO ANO

O início de um novo ano deve servir para o ser humanos refletir sobre eventuais mudanças no modo de vida. E surgem aquelas promessas de perder peso, deixar de fumar, de beber, etc. Infelizmente, poucas dessas promessas são cumpridas. Mas o importante é viver o ano todo em paz e harmonia com o semelhante deixando de lado o ódio, a desavença, a rancor, o preconceito e tudo de ruim que infesta a vida do ser humano. E focar nas coisas boas e tendo sempre Deus no comando.

POLÍTICA

Mesmo com o Legislativo em recesso, rola solto pela cidade ações e atitudes de vereadores. Como a de um que circular nas redes sociais e nos grupos de WhatsApp que vive em permanente discussão com outras pessoas que o acusam disso ou daquilo. Sem papas na língua, o vereador rebate a todos com veemência. Em áudio, sugeriu inclusive que um certo secretário do prefeito deixe o cargo e vá embora da cidade pois, segundo o vereador, ele não é daqui, não vota aqui, ganha dinheiro demais e vive passeando de “motona” pelas ruas da cidade.

POLÍTICA I

Já outro edil está sendo criticado por ter conseguido incorporar em seu salário (ele é servidor municipal) a gratificação que recebia quando foi secretário, embora tenha exercido o cargo (de secretário)  por apenas 6 meses. É que dispositivo legal vigente no município de Guajará-Mirim dá ao servidor efetivo o direito de incorporar o salário de secretário ao seu vencimento normal de servidor, desde que tenha exercido a função por determinado período, especificando o tempo para tantos períodos consecutivo e tantos para intercalados.

POLÍTICA II

E esse mesmo vereador preside uma CEI (Comissão Especial de Inquérito) que foi criada na Câmara Municipal para investigar atos do prefeito da cidade. E até hoje não apresentou resultados. E mais: o vereador foi acusado, via programa de rádio, ter um vencimento que bate nos 8 mil reais mensais que, segundo o denunciante, consta no contracheque.

IMPOSSÍVEL

É comum ver pessoas, especialmente quem detém mandato, reclamando que o prefeito, o governador, o ministro e outros tantos não atendem seus pedidos. Ora, se todos os pedidos feitos, por políticos ou não, fossem atendidos, teríamos uma cidade, um estado, um país pra lá de maravilhoso. As necessidades, as demandas, são incontáveis, mas os recursos materiais e financeiros para atendê-las são extremamente limitados. Daí…

FUTEBOL

Começou em São Paulo mais uma edição da Copa São Paulo de Futebol Junior. Mais de 100clubes de todo o Brasil inclusive de Rondônia, participam. É a maior vitrine para mostrar os jovens talentos de nosso futebol. Rondônia, infelizmente, dada a falta de apoio e estrutura necessária, nunca chega muito longe na competição, sendo logo eliminado na primeira fase. Mas vamos torcer por nossa garotada, apesar da enorme diferença com os grandes centros.

INVERNO

As chuvas continuam castigando nossa cidade. A cada chuva, por menor que seja a sua intensidade, tem trazido transtornos a nossa população, especialmente àquela que vive nas áreas mais atingidas. É doloroso o problemas, mas só nos resta ter paciência e aguardar a chegada do verão para que se possa realizar um trabalho a contento nesses locais mais críticos. Afinal, ninguém pode ir contra o tempo, contra a força da natureza, contra a vontade de Deus.

Sugestões e críticas para a coluna: acesse 5050adasilva@gmail.com ou ligue 69 98476-4426 ou 69 99278-2783

Deixe uma resposta