Casa / Destaque / Exigência de um lado e precariedade de outro. Porto não oferece condições ideais

Exigência de um lado e precariedade de outro. Porto não oferece condições ideais

Depois da implantação definitiva do transporte de mercadorias para a Bolívia através da Balsa, motoristas reclamam das condições de embarque e desembarque do local no Porto Oficial de Guajará-Mirim.

A reportagem do A Pérola do Mamoré esteve no local de embarque e desembarque e constatou in loco a reclamação dos profissionais do volante por causa da precariedade do local.

Em função dessas condições, quase que diariamente os caminhões de grande porte, especialmente as carretas, têm atolado no local, o que gera prejuízo e desconforto para os motoristas e para os empresários brasileiros.

Não sem razão reclamam de que a Receita Federal faz uma série de exigências para o transporte legal das mercadorias para o solo boliviano, causa desemprego no lado brasileiro, mas não oferece condições decentes para embarque e desembarque dos veículos. Ademais, ressaltam que os preços cobrados pelos operadores da Balsa não são nada modestos.

Fonte: A Pérola do Mamoré – Simples e Imparcial

Sobre Edmilson Braga – DRT 1164

Edmilson Braga Barroso, É militar do EB R/1, formado em Administração de Empresas pela Universidade Federal de Rondônia e Pós-graduado em Gestão Pública pela Universidade Aberta do Brasil.

Comente no Facebook