Reviravolta no caso da morte do Brasileiro na Bolívia e casal que acusou a vítima é procurado

Aproximadamente às 14h30 a Polícia, Promotores e Agentes de Investigação estiveram presentes no município de San Julian, onde visitaram a casa de Javier Flores e Juana Choque e os mesmos não foram encontrados em casa, com a finalidade de serem investigados.

A morte do Brasileiro Vinicius Maciel, 32 anos nesta semana, onde a opinião pública ficou chocada com os requintes de crueldade se destacaram no linchamento e enforcamento em praça pública na cidade de San Julian (BOL) toma outro rumo. Após investigações da Polícia Nacional Boliviana (PNB), junto com a “Especialia’ (Promotores de Justiça), foi pedida a busca do casal que acusou a vítima de estar armado e de tentativa de roubo.

O Portal de Notícias Santa Cruz Al VIvo, postou em sua rede social na tarde de ontem as seguintes informações:

Ordem Judicial Aproximadamente às 14h30 a Polícia, Promotores e Agentes de Investigação estiveram presentes no município de San Julian, onde visitaram a casa de Javier Flores e Juana Choque e os mesmos não foram encontrados em casa, com a finalidade de serem investigados.

Ao não enontrar o casal em sua casa, as autoridades dixaram uma intimação judicial, pedindo a presença dos dois na próxima quinta-feira. Caso não compareçaam serão declarados foragidos da Justiça.

Por meio de outra postagem, é informado que a Justiça já determinou a prisão de Javier e Juana mediante a acusação de linchamento contra VInicius que morreu enforcado na Praça Central de San Julian (BOL).

As autoridades pedem que quem souber do paradeiro de ambos, que informe a Polícia Nacional, para que a Justiça seja feita.

Informações são do  El Deber / Santa Cruz Al Vivo e rondoniaovivo.com

Fonte: jornalbastidoresdanoticia.com.br/