Casa / Destaque / CARÊNCIA: Por falta de sexo, detentos de seis presídios fazem greve de fome

CARÊNCIA: Por falta de sexo, detentos de seis presídios fazem greve de fome

As outras exigências são a colocação de televisores, rádios e ventiladores nas celas do RDD.

A greve de fome continua nesta quarta-feira, dia 15, em seis unidades prisionais do Acre. Até o momento, os presos, que exigem sexo a cada 15 dias e outros desejos. O Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) não quer ceder à vontade dos presos.

A greve de fome começou na última segunda-feira, dia 13, e ganhou força após detentos saberem que os líderes de facções, presos no RDD, estavam exigindo mudanças nas atitudes da administração dos presídios. Rapidamente, quase todos os presídios aderiram ao movimento.

Os detentos acreditam que com o movimento dos demais apenados, eles conseguiram a colocação de televisores, rádios e ventiladores nas celas do RDD. O órgão não disse, ainda, se vai ceder às exigências. Outra reclamação é a transferências dos chefes dos grupos criminosos, que eles pedem a suspensão imediata.

Sobre Guajará-Mirim A Pérola do Mamoré

Comente no Facebook